Visitas

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

- presente errado

Eres tu mi Corazón ♥

não recordo o dia, não recordo a hora, o tempo, o estado espírito, a roupa nem o que me levou a conhecer-te, mas lembro-me como não começamos bem, recordo-me da forma que te dirigias a mim, recordo-me também como me olhavas, como eras, e dessas mesmas vezes que olho para trás não me recordo nem me lembro, simplesmente é como se visse como como éramos, como me ajudas-te como me deste a mão quando precisava, como era a nossa cumplicidade era como se as coisas ditas por ti, tivessem mais verdade, mais realidade mais sentido, eram mais verdadeiras, mais realistas, lembro-me do que já fomos, das formas que já tivemos, de como falávamos, de como eu me dirigia a ti, e do que eu achava de ti, mas pensando bem, eu não te conhecia via apenas um menino lindo, que tinha estado comigo, que me tinha ajudado imenso, que me dava os melhores abraços que tornavam as coisas mais faceis, que me ponha sempre um sorriso, e que por estranho que pareça, sem o conhecer bem socorria-me a ele, como se me tivesse a socorrer a outro alguém, como se tivesse a socorrer ao meu melhor amigo, e isso eu nunca tinha feito a ninguém, pois dirigo-me a ti como não me dirijo a ninguém, não sei o porque mas é assim, mas talvez tenha sido esse o problema, criei expectativas de ti que não eram verdade, talvez tenha inventado uma pessoa, talvez tenha criado uma imagem errada de ti, e isso não é bom, porque agora estas-te a mostrar um pessoa fria, estas a deixar-me para tras, estas a ter atitudes sem sentido, mas lembro-me de uma das muitas conversas que tivemos, que tu me explicas-te que se estavas a ter alguma atitude menos boa, que me desviavas o olhar, ou me faltavas com a palavra menos boa, referis-te que isso teria uma razão, que se fizesses isso era porque eu tinha feito algo de errado, mas sinceramente não te percebo, não te fiz nada, pelo menos dirigido a ti, e sabes o que me intriga mais? é que juntando as peças, não estas a ser correcto comigo, e tem de haver uma razão, neste caso pensando na nossa conversa a culpa é minha, mas serão isso ciumes, será insegurança da tua parte? porque já não é a primeira vês que te diriges desta forma a mim, e sabes que mais?não gosto! é sistematicamente a sentir o mesmo, e não gosto. acredita que tu estando bem comigo, fazes-me bem, acredita que mexes comigo de forma diferente, que o meu olhar por vezes brilha vendo o teu sorriso, brilha com o teu abraço, fico aconchegada com o teu abraço, sabes, sinto-me segura, sinto-me protegida. a uns dias para cá que não tens sido o que eu pensava, a uns dias para cá que tens-te revelado um alguém do qual eu não gosto! eu alguém que não me anda a fazer bem, e que me anda a tirar o sorriso, tens uma confiança comigo que eu não te dei, nem a ti nem a ninguém, e o que venho a saber, e que anda a parecer é que na verdade tu não me conheces, tu não sabes o que me faz bem ou mal, não conheces o meu olhar, a minha forma de estar ou de pensar, que não sabes como as coisas estão, que não vês a maneira como me afectas, que de facto não vês que se desceres em mim, acredita que a culpa será tua, e das tuas atitudes, eu agora conheço-te vejo o que és realmente, sei como és, e a coisas em ti que não gosto! não te disse, não te digo e quero que sejas tu a descobrir. não estamos bem, sim, isso é ponto assente, mas se estamos assim a culpa é tua e se queres saber fui branda contigo, branda de mais para te deixar fazer o que quiseres, mas acredita que o que fiz foi porque eu quis, não foste tu que me utilizas-te fui eu que queria o mesmo. dizes coisas que não sentes, omites as verdades, escondes o porque das tuas atitudes, escondes o que te afecta, o que mexe contigo, escondes, omites, e eu não gosto disso, deixas-me confusa pois agora não sei se a imagem que estas a deixar passar cá para fora é porque queres-me dizer algo mas não dizes, se são ciumes que te fazem ter essas atitudes, porque sinceramente não vejo outra justificação. pergunto-me como é que a pessoa que conheci a uns tempo, um melhor amigo, uma especi de confidente, um alguém que adorava, um alguém que me fazia bem, que me fazia ter sempre um sorriso, eras simplesmente um alguém que queria a meu lado, mas agora? estas-me a fazer mal, estas-me a confundir com as tuas atitudes, estas-me a ter duvidas, quanto a ti, e quanto a nos! se me conhecesses de verdade, irias saber que estas a errar comigo, que me estas a afastar e se me conhecesses irias saber que se fores, porque me magoaste, porque me fizeste mal, acredita que quando quiseres voltar, eu não deixo mais, porque o que vai, sem razões, como estas a fazer agora para mim não é verdadeiro, e a ideia que tinha de tinha era completamente outra, pensava que eras dos mais verdadeiros comigo, mas talvez pensasse isso porque ainda não tinha tido oportunidades de o comprovar, sempre estives-te comigo, sempre pude confiar em ti, éramos tão iguais, eras tão eu, preferia que me explicasses as tuas atitudes, preferia que viesses ter comigo, e me dissesses o que se passa, que me dissesses o que gostas o que não gostas, seja com ou sem sentido, queria apenas que me mostrasses o que sentes, que me dissesses o que pensas, assim e só assim seria tudo mais verdadeiro e mais fácil! 
o que andas a demonstrar? que não me conheces, que me andas a afastar, que andas a ter atitudes de criança, que a pessoa que esteve comigo quando mais ninguém esteve, que cuidava de mim como ninguém cuidou agora está afastada, e afastada, andas a demonstrar que não me conheces e isso em maneira nenhuma é bom!
passado, que quero presente, presente que quero como passado!

32 comentários:

S ☮ disse...

Pois são xb
Adorei o texto, está fantástico (:

S ☮ disse...

Muito. Está mesmo lindo princesa (':

ran disse...

muito obrigada :$
também vou seguir <3

ran disse...

muito obrigada mesmo, vossa opinião é importante :)

ran disse...

oh, porque?

ran disse...

pois é, ainda por cima quando se trata de um cantinho amoroso como este que eu fiz com o meu amor <3

Maria Inês disse...

What are words, de Chris Medina :D

(in)felicidade disse...

que bom que sim :p

Maria Inês Rodrigues disse...

WOW, obrigada querida, tambéém adoro o teu blog, e a maneira como expressas os teus sentimentos através da escrita :D
Em breve postarei de novo, e espero também um novo post por aqui :) comentarei óbvio :D
Beijinhoooos *
P.S- também segui :D

мв♥ disse...

muito obrigada sofia ! c:

Kayra Biskowski. disse...

oh, muito obrigada! :)

p. disse...

obrigada!
eu também :D

Maria Inês Rodrigues disse...

estarei cá para ver :D Beijinhooos *

мв♥ disse...

pois, mas acho que por ser assim, as pessoas abusam da nossa maneira de ser :c

ran disse...

pois é :)
muito obrigada :$

Tätianä Costä disse...

obrigada c:
amei :b

disse...

gostei.

ps: visitem, comentem e seguiam http://cheiradesabafos.blogspot.com/ & http://silenciodosegredo.blogspot.com/

obrigado e beijinhos da Dé.

Ana Oliveira disse...

obg por me seguires, tmb te sigo!

- gosto mt do teu blog e dos textos*.*

S ☮ disse...

Não tens de quê (:

мв♥ disse...

muito e muito obrigada sofia, mas não se trata de serem ou não verdadeiros amigos, porque isso eu não me fio muito, nem se trata de eles/elas não gostarem, mas sim de por ser "boazinha" é que acabam por abusar.

ran disse...

gostei tanto do teu comentário, meu anjo :$
muito obrigada mesmo <3

мв♥ disse...

é a isso que me refiro, vou parar de sorrir, quando já não se deve abusar, vou ser mais séria, este sorriso aparece mesmo sem razão, ou ao contrário, mas normalmente sorridente $x

Maria Inês disse...

, aqui tens princesa (:

мв♥ disse...

obrigada pela ajuda, e pela disponibilidade para tal c:

Maria Inês disse...

Não recebeste o link amor?

мв♥ disse...

pois mas enerva não enerva ? o:

Maria Inês disse...

Está aí :D

Maria Inês disse...

Ó linda, não compreendo. Aceita a colagem, mas nao a lê no comentário que é publicado :S

мв♥ disse...

mais vale dizer isso logo na altura ...

мв♥ disse...

pois, também vou fazer caso se repita, qe vai repetir..

EBA ☮ disse...

Talvez nas férias volte à história "O futuro sempre foi nosso", neste momento é complicado e tenho de voltar a sentir-me nela ... $:

Iris disse...

adorei, está lindo !