Visitas

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

- irmão ♥

AMOR é a única regra
agora vou te contar uma historia, uma historia com varias personagens secundarias e 2 principais,  está historia começou a 7 anos atrás, passou-se num só lugar, numa única união, num só livro, e neste momento estas duas personagens estão separadas, para perceberes vou contar desde o principio.
como todas as historia ou pelo menos as dos contos de fadas, começam com " era uma vez" mas como está não é um conto de fadas, mas sim um conto real irá começar, com " num tal dia" , assim dito está historia irá ser contada na 1º pessoa.
num tal dia, estava um dia brilhante, era o primeiro dia de aulas, o primeiro dia em que iria pisar uma escola, era pequena e por isso ao caminhar para a escola a vê-la um pouco de longe como o muro estava a frente pouco ou nada conseguia ver, quando o meu pé pela primeira vez pisou aquela escola, um medo de apoderava de mim, um frio na barriga, uma serie de perguntas. esperei, com a mão dada a minha mãe, esperei que nós mandassem entrar a mim a minha mãe, e a todas aquelas outras pessoas desconhecidas que estavam também lá, e que pelos vistos iriam ser da minha turma, esperei um pouco e ouvi que é para entrar, com receio, medo e tudo mais entro devagarinho, e hoje recordo-me a sala, recordo-me as pessoas, recordo-me os pais, o professor, e que uns minutos depois de estava o meu sorriso já na cara, pois já me tinha descontraído um pouco, assim no final, vêm falar comigo, e nesse mesmo dia 13 de Setembro de 2004, as minhas primeiras " colegas" vieram-me conhecer, rapidamente passaram a amigas, e com uma velocidade enesplicavel até a melhores amigas ficamos, e ainda o somos, pois estás e estes neste momento ainda da minha turma permanessem.
este bocadinho foi para perceberem como e quando começou, mesmo assim de quem vou falar agora não é destas pessoas, destas personagens é de uma que ainda não referi, que não estava lá naquele dia, ou melhor estava nas não naquele sitio, estava um pouco mais ao lado,numa outra sala, e quem sabe a uma outra hora.
mas foi neste preciso dia que me levou a conhecer um alguém que desconhecia, foi um menino. nesta altura achava-lhe muita graça, mas de tão pequenina que era incapaz de lhe ir falar, mas se queres saber não me lembro como o conheci, e o porque de começar-mo-nos a dar, mas foi algo rápido, algo que mudou muito e sabes porque? porque perdi um desconhecido, e ganhei um irmão!
a mais pessoa nenhuma me dirijo como " irmão " como me dirijo a ele, porque sem qualquer 
hesitação digo que ele foi é e será sempre um irmão como nunca tive! nesta historia eu e ele somos as personagens principais, eu conto as historia, e ele interage nesta mesmo.
nesta historia criou-se uma única amizade, mais que melhores amigos, uns irmãos, um cúmplice, um confidente, um alguém que está no topo de todos!
cresci com ele, aprendi com ele, ri com ele, sorri com ele, chorei com ele, digamos que todos os dias eu estava com ele, até que fomos para escolas diferentes, e passamos-nos a ver apenas 2 dias por semana, foi uma grande mudança, mas mesmo assim irmãos continuamos a ser, até que a mãe dele decidi ir viver para o estrangeiro, pensei em maneiras de não o fazer, pensei em maneiras de ele não ir, tudo e mais alguma coisa, mas nunca pensei em como me iria despedir dele, do meu irmão, chega ao aniversario dele, e ficamos apenas os dois, vamos até a um parque, o do costume, e passa o aniversario comigo, sempre como irmãos, partilhamos risos, sorrisos e lágrimas, por perguntar o que iria fazer sem ele perto de mim, assim que deito a primeira lágrima ou pelo menos tento, ele puxa a manga do casaco, e limpa-me-a diz que iremos sempre ficar juntos, e que iria voltar, e assim foi, quer dizer mais ou menos. em toda a nossa amizade em todos os dias, horas sempre que estávamos juntos em todas as ocasiões, nunca me tinha feito uma única promessa, uma única jura .
uns dias depois vai a minha escola, assim que o vejo corro para ele e dou-lhe um grande abraço era assim sempre, mas este foi especial, tinha acabado de falar nele e mesmo sobre esse assunto, minutos depois ouço um " vou ficar cá " , " já não me vou embora " não acreditei pensei que estava a brincar, mas não, ficou mesmo cá, foi perfeito, ele iria ficar comigo, como sempre me disse, mas sem nunca prometer nem jurar algo. chegou-se as ferias de natal as tais que íamos estar juntos, sem saber a razão não o fizemos, passou-se alguns meses, e estávamos mais afastados, por semana por vezes nem 1 dia nos víamos, mesmo assim irmãos continuávamos, entrou o meu aniversario, e ele foi-me lá dar um beijinho, uns parabéns, e se ele estava presente era o que bastava, não ficou por muito tempo, mas foi o que bastou. a partir de ai, entrou uma relação mais cortada, por meses não sabia a razão mas depois vim a saber.
passou-se as ferias da pascoa, a que a 2 anos atrás nessas mesmas ferias me tinhas dado o elástico dele ao qual hoje ainda o tenho e a quase 2 anos desde o minuto que me o deu que não o retiro do pulso!
passou-se as ferias de verão, e nem 1 saída, ai já sabia a razão e por melhor afastei-me para ele ser feliz, e para estar feliz, e acho que ele sabia que eu estava do lado dele, até que recebo uma mensagem tua a pedir desculpa, e nesse dia sorri como a messes não sorria, um sorrir por um irmão, por o unico!  nesse mesmo dia e pela primeira vez prometes-me algo, pensei que fosse verdade, era  a primeira vez de tantos anos, e achei e queria que fosse das mais puras verdades, das mais puras promessas e que a irias cumprir, irias ficar comigo, como prometes-te, mas nesse mesmo dia descobri que falhas-te a tua primeira promessa, ai o que pensava perfeito, o que pensava de ti como um irmão exemplar, desabou, mesmo assim irmãos éramos, somos e seremos!
depois disto recomeçaram as aulas, foste para a minha escola, e que quando nos separamos dissemos que quando fosses para a mesma que eu iríamos voltar a estar sempre juntos, lembras-te? tu até querias ir para a minha escola, mas já tinhas inscrição, lembras-te? disseste que íamos estar sempre juntos. mas não cumpris-te!
a uns dias, se é que já não foram meses, estas duas personagens nesta historia voltaram a falar, depois de passarem uma pela outra olharem com olhar de que querem e precisam de um abraço um do outro, voltaram a falar, mais um vez ele pediu desculpa, ela aceitou, falaram, abraçaram-se, e recomeçaram a falar mais ou menos com uma forma estranha, mas novamente a chamarem-se de irmãos e com palavras felizes, mas nesse mesmo dia voltaram a ter de deixar de falar, por as mesmas razões, e eu mais uma vez afastei-me para não o magoar, e para ele ser feliz, mesmo sabendo que ele queria poder ter as duas coisas, ter a minha fala, porque a amizade e " irmãos" seriamos sempre!
mesmo assim as coisas melhoraram, apesar de não confiar agora muito na tua palavra e o que nos " impedia" de estarmos juntos, e de voltarmos a estar como irmãos agora já não é algo que nesta historia preocupe, mesmo assim, ainda não falamos desde que este " problema " se foi embora, não tenho coragem para te ir falar, e é tão estranho porque  dantes era a toda a hora.
nesta historia como pudeste ver, houve altos e baixos, e 7 anos dá para contar tanto, e a pessoa que mais me marcou foste tu, e ainda marcas, esta historia ainda não acabou, e ainda falta muito para isso, e nisso acredito plenamente, nas tuas palavras, reacções e atitudes, nas minhas, chego a uma só conlusão, esta amizade durará imenso tempo a acabar e será preciso mundos para o fazerem, e eu sei o que estou a dizer, passei contigo o que não passei com mais ninguém, tive obstáculos aos quais me fizeram aprender a viver a vida e foram contigo e só contigo!
está historia não acabou aqui, e a próxima vez que voltar a escrever sobre este assunto, será para vos dizer que está tudo muito melhor, prometo! 
ps: eu amo-te irmão, e dei-te a maior prova de sempre, nunca te deixei, sabes do que falo ♥

11 comentários:

- MartaRibeiro * disse...

adorooooooooooooooo .
ok eu respeito a tua opiniao . Obrigada (':

(in)felicidade disse...

porquê ? :s

addy disse...

gosto muuito :)

joana disse...

se for quando menos esperar ainda melhor :)

(in)felicidade disse...

onde ? :o
sim, foi, pelo messenger.

joana disse...

por amar, por sofrer, por chorar há muito tempo por uma pessoa que não merece. e por certas pessoas que me irritam, é-me indiferente, mas andam a prejudicar amigas minhas e eu não gosto. estou farta de muito coisa que mal consigo suportar :s

joanaf disse...

obg, lindo *

p. disse...

sei que nunca iremos voltar*

beatrizpereira disse...

obrigada, estou a seguir :)

Agostinho Barros disse...

lindooo *_* , a seguir :D , segues.me tambem? só se gostares

joanaf disse...

nao é bem assim